quinta-feira, 12 de julho de 2012

Comentário do Capitulo 3 de Marcos

Nos últimos estudos sobre Marcos, vimos a história do autor, o panorama de sua obra, e os ensinamentos contidos no capítulo 1 e 2. A seguir faço um breve comentário do capítulo 3 e seus tópicos, em cada tópico proponho três questões fixadoras sobre o texto. Por recomendo que leia o capítulo 3 de Marcos junto com o presente estudo.
Deus os abençoe, e bom estudo!


Marcos 3.1-6 - Jesus cura no sábado
(Mateus 12.9-14; Lucas 6.6-11)

v.2 - Os religiosos continuam buscando falhas em Jesus.
v.4 - Mais uma vez Jesus tenta demonstrar o verdadeiro significado do sábado, Ele usa a arte da interrogação, para trazer luz a mente das pessoas.
v.5 - A indiferença dos fariseus (religiosos), entristece a Jesus. Eles se omitem para não fazer o bem, usando como desculpa a tradição.
v.6 -  Os fariseus e os herodianos não eram exatamente aliados, entretanto Marcos relata a união dos dois grupos para eliminar Jesus.

Mais uma vez a questão do sábado emergi no evangelho, agora vemos mais um aspecto do Senhor do Sábado, Ele tem poder para fazer o bem, e m qualquer dia, inclusive no sábado. O sábado não deve ser um fardo ou empecilho, mas uma oportunidade para realização de boas obras. Os fariseus não admitiam que o sofrimento daquele homem fosse reparado no dia de sábado. Em certo trecho eles chegam a dizer: "venham nos outros dias para ser curados, e não no sábado." para eles o sábado estava acima das necessidades humanas. Mas para o Senhor do sábado o ser humano sempre está acima do sábado.

Perguntas!

  1. Por que os religiosos como (escribas, fariseus, sacerdotes), estavam contra Jesus?
  2. Por que Jesus faz uso argumentação interrogativa ? (Usa perguntas para responder perguntas e dilemas)
  3. Qual lição aprendemos com este texto?
Marcos 3.7-12 - Jesus e as Multidões
(Mateus 12.15-21)

v.8b - Os milagres de Jesus, estavam sendo anunciados em toda parte e isso atraia multidões cada vez maiores.
v.9 e 10 - Jesus estava ciente de que muitos estavam ali só pela cura, mas Ele (Jesus Cristo) estava ali para ensinar, por isso proveu-se do barquinho como um "púlpito" para poder ministrar a multidão.
v.11 e 12 - Os demônios sabiam quem Jesus é, e tentaram usar isso contra Jesus. Se Jesus não os repreendesse poria em risco seu ministério terreno. A proibição se repete diversas vezes, e visa evitar tropeços no ministério do "Salvador Escravo (Servo)".

Muitas vezes não compreendemos corretamente a mensagem de Cristo (Culpa de um evangelho adulterado que tem se espalhado pelo mundo), facilmente podemos achar que tudo que Deus tem pra nós é um carrinho cheio de bençãos sem nenhuma necessidade de transformação. Mas esse entendimento é completamente errado. As bençãos sem a instrução da palavra, torna-se ineficaz e infrutífera. Jesus não queria apenas cura-los, mas irrigar seus corações com a palavra de vida por trás milagres, produzindo assim fé genuína.

Perguntas!
  1. Qual o motivo pelo qual Jesus se afastou um pouco da multidão?
  2. Por que a proibição de revelar a identidade divina de Jesus?
  3. Que lição aprendemos com este texto?
Marcos 3.13-19 - Os 12 Eleitos
(Mateus 10.1-4; Lucas 6.12-16)

v.13 - Jesus fez uma escolha baseada na oração, não foi por merecimento ou qualidades que os doze foram escolhidos. Foram os que Ele quis. 
v.14 e 15 - Claramente eles não são uma côrte, antes são chamados para servir, assim como seu Senhor serviu. a) Chamados para estar com Cristo. b) Para pregar. c) Para curar. d) Para expulsar demônios.

Entender como e pra que os discípulos foram escolhidos é muito importante para compreendermos  o nosso propósito como sucessores destes discípulos. E também chama a atenção para como estabelecemos nossas alianças ou sociedades, principalmente na vida financeira. Orar e pedir a direção de Deus pode ser a diferença entre o sucesso ou o fracasso em sociedades.

Perguntas!
  1. Como Jesus fez sua escolha?
  2. Como os apóstolos iriam contribuir para o ministério de Cristo?
  3. Uma lição para o sucesso em estabelecer sociedades!
Marcos 3.20-30 - Blasfêmia contra o Espírito Santo
(Mateus 12.22-37)

v.20 - A fama de Jesus se torna tão grande que ele e os doze nem mesmo conseguem comer em paz.
v.21 - Seus parentes pensam que Jesus está "fora de si", talvez achassem que Ele sofre algum mal que o deixará momentaneamente insano. E decidem ir até ele.
v.22 - Não querendo reconhecer a autoridade de Jesus, e diante de uma multidão que declara ser Jesus o Filho de Davi. Os religiosos tentam difama-lo.
v.23-27 - Jesus mais uma vez mostra a incoerência desses religiosos e a maldade de suas ações.
v.28-29 - O pecado contra o Espírito Santo é uma rejeição a Deus; quando se atribui a obra de Deus (Espírito Santo) ao Diabo. Este é o único pecado para o qual não há perdão.

Essa é uma das artimanhas mais sujas de satanás e das pessoas dominadas pelo pecado. Tentar difamar aqueles que trazem a verdade de Deus a tona. A luz resplandece, e dissipa as trevas. As trevas não a compreendem, mas as trevas não prevalecerão contra a luz. 

Perguntas!
  1. Qual era a intenção dos escribas com suas acusações?
  2. O que é blasfêmia contra o Espírito Santo?
  3. Cite pelo menos um alerta valioso.
Marcos 3.31-35 - A Família de Jesus
(Mateus 12.46-50; Lucas 8.19-21)

v.31 - A intenção de Maria e os irmãos de Jesus, era leva-lo embora, pois não compreendiam o que ele fazia. cf.21
v.33 - O papel da Família é extremamente importante em todas as sociedades;  é provável  que eles julgassem a família de Jesus como de muito maior importância do que eles (povo ali presente).
v.34 e 35 - Jesus surpreende a todos ao declarar que sua família, isto é, sua mãe e irmãos e irmãs, são todo aquele ouve a palavra de Deus e a obedece. Em outras palavras, sua família não estava limitada a laços sanguíneos, todos podem fazer parte dela. É difícil imaginar que Jesus não tenha apontado para seus 12 discípulos escolhidos enquanto proferia essas palavras. Sendo assim, da ótica dos apóstolos, eles foram colocados no mesmo nível da família de Jesus.

Quem pode fazer parte da família de Cristo? Aquele que o recebe como seu salvador, e cumpri as palavras de Jesus. A família representa o cuidado e o carinho de Deus com o homem (ser humano), pois foi o próprio Deus quem instituiu a família. Ser parte de uma família espiritual tão maravilhosa, e cujo o pai é Deus Todo Poderoso, sem dúvida é um privilégio. Privilégio que não dado aos mais ou menos qualificados, e sim aqueles que são apaixonados. Apaixonados por Jesus!!!

Perguntas!

  1. O que os familiares de Jesus queriam?
  2. Quem pode fazer parte da família de Jesus?
  3. Qual lição tiramos do texto?
Agradecimentos!

Agradeço a Deus Pai e ao seu Santo Espírito por compartilhar conosco toda sua maravilhosa graça contida em sua palavra. E aos meus queridos alunos e irmãos em Cristo, que pacientemente e amorosamente nos ouvem e colaboram para este lindo trabalho. Deus os abençoe sempre!

Até o próximo post!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Amado(a) Irmão(a) e Amigo(a)!!!
Deixe seu comentario ou pergunta Aqui.